quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Por que o Aedes aegypti entende mais de economia que o governo Dilma

Por que o Aedes aegypti entende mais de economia que o governo Dilma: O mosquito está ganhando de nós na conquista de seus objetivos porque, ao contrário de nossos governantes, ele age baseado em descentralização e liberdade, dando ao indivíduo (ou ao mosquito, nesse caso) a possibilidade de se adaptar ao ambiente, inovar e empreender para alcançar seus objetivos. Mas, acima de tudo, o mosquito está ganhando porque, quando um deles se reproduz, todos se beneficiam, no objetivo de perpetuar a espécie. Existe um termo econômico para isso: externalidade positiva. Quando um indivíduo humano entra em uma relação econômica com outro, na qual ambos se beneficiam em relação ao momento anterior, eles geram e produzem riqueza: e isso acaba por beneficiar a todos nós. Continua.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Os economistas austríacos que refutaram Marx e sua tese de que o trabalho assalariado é exploração

Os economistas austríacos que refutaram Marx e sua tese de que o trabalho assalariado é exploração: O empreendedor que inicia um empreendimento tem necessariamente de ou ter economizado os fundos necessários para cobrir suas próprias despesas de investimento ou ter tomado emprestado de outros que pouparam o necessário. Alguém teve necessariamente de se sacrificar, de abrir mão do consumo no presente para que essas economias estejam disponíveis no futuro para financiar o empreendimento. O fato de empreendedores terem esses recursos à disposição -- sejam eles oriundos de sua própria poupança passada ou de terem pegado emprestado a poupança de terceiros -- significa que aqueles que ele emprega não terão de esperar até que os bens sejam produzidos e realmente vendidos para receberem seus salários pelo trabalho que realizaram durante o período de produção. O empregador, em outras palavras, adianta aos trabalhadores o valor de seus serviços enquanto o processo de produção está em andamento, precisamente para aliviar seus empregados de terem de esperar até que as receitas da venda dos produtos aos consumidores sejam recebidas no futuro.

Américo Sampaio: É preciso romper as travas da soberania popular no Brasil - Le Monde Diplomatique Brasil

Américo Sampaio: É preciso romper as travas da soberania popular no Brasil - Le Monde Diplomatique Brasil

Notícias | AFP.com

A Agence France-Presse ( AFP ) é uma agência de notícias internacional que fornece rápido, preciso, em vídeo, texto, fotografias, multimídia e gráficos em eventos que fazem notícias internacionais





Notícias | AFP.com

Milton Aldana

Postagens populares

Google+ Badge

WebMD Health News

Spanish Word A Day

EnBicicleta

Web_Cams_Travel

Últimas do Omelete - Filmes

Phoenix

Phoenix
Temos a Phoenix em nossa alma;

Kibe Loco

Pictures of Starfish

Translate

Google+ Followers

MTV Music Videos